Tag: livro

VÍDEO: Se DEUS escrevesse uma carta para você, o que Ele diria?

junho 3
Nenhum comentário

Se DEUS escrevesse uma carta para você, o que Ele diria?

Essa é uma pergunta que eu tenho me feito e Deus tem me respondido. IDENTIDADE é a resposta. A opinião de Deus em relação à você é a mais importante. O que o mundo diz, o que seu passado diz, o que você diz de si mesma, nada importa. A opinião do seu Criador em relação à você é o que deve guiar sua vida, seus sonhos e seu caminhar.

E é sobre isso que eu falo no livro Cartas Para Minha Filha, que já está a venda aqui no blog.

São 150 páginas que falam sobre identidade, relacionamento com Deus, autoestima e sonhos, os temas que todas as mulheres lutam diariamente.

E TEM MAIS: As 100 primeiras que comprarem o livro online pelo site www.cartasparaminhafilha.com.br recebem GRATUITAMENTE o e-book do meu primeiro livro, o Tips da Mari.

Legal, né?

Então assista o vídeo abaixo e compre o seu!

Espero muito que você goste, que Deus fale com você e que você encontre sua identidade em Deus.

www.cartasparaminhafilha.com.br

Um super beijo!

Mari Simionato

 

Jardim Secreto

maio 4
1 comentário

Olá, meninas, quanto tempo!

Ando tão sumida que muitas leitoras nem devem me conhecer, então para quem não sabe, eu já colaborei com posts sobre decoração para o blog – dê uma pesquisada se tiver um tempinho e o assunto te interessar 😉

Acontece que andei fazendo uma pós-graduação, vários aspectos da minha vida mudaram e agora estou ajudando a organizar um mega congresso, então a correria é tanta que eu não tenho conseguido fazer posts regulares, mas to adorando voltar a escrever pra vocês sobre uma coisa que sou uma nova entusiasta: os livros de colorir para adultos!

O assunto está super em alta e eu mesma fiquei sabendo dessa nova mania pelas redes sociais. Como seu sempre quis desenhar ou pintar quadros mas não tenho a m-e-n-o-r habilidade para isso, achei fantástica a ideia de pintar – tão mais simples! Um dia desses, fui a uma livraria acompanhar minha irmã e pedi se, por acaso, eles tinham algum desses livros. Tinha sim, achei o preço ótimo (paguei R$ 29,90 pelo livro Jardim Secreto, da Johanna Basford, com quase 90 páginas para pintar) e comprei. Saí da livraria me sentindo uma criança – e esse foi o principal motivo de eu ter comparado o livro: lembrei demais da minha infância e do quanto eu gostava de pintar naquela época. Me bateu uma espécie de nostalgia, com entusiasmo, não sei explicar. Lembrei logo de um livro de animais que eu adorava pintar, e esses dias achei um livrinho antigo de flores  que eu pintei quando era criança, vejam só (quanta evolução, haha)!

image4

Cheguei em casa da livraria ansiosa para começar a pintar, mas….não sabia por onde começar! Eu tinha diante de mim duas folhas em preto e branco para dar as cores que eu quisesse, mas eu simplesmente não conseguia começar, mesmo! Eu acho que tava indecisa de que cor usar e se iria ficar bonito, minha psicóloga disse que pode ser uma situação clara de que, assim como em algumas questões da minha vida, eu não sabia por onde começar. Enfim, comecei a pintar e meu livro foi ganhando cor…comecei a seguir vários perfis no Instagram com dicas de pintura, de materiais e de inspirações de como pintar.

Confesso que o meu “tesouro antistress” não é bem esse, mas colocar cor nos desenhos tem sido uma experiência incrível! Cada vez que me concentro nisso fico um pouco mais perto de mim mesma, escuto minha intuição dizer qual cor e como pintar, esqueço algumas chateações do dia a dia e, principalmente, pratico uma atividade criativa, que eu sentia falta na minha vida – sem contar que pode ser considerado quase um tipo de artesanato, o que eu adooooro!

image2

Para quem é muito ansiosa, acho que esse livro pode ser mais motivo de stress do que de relaxamento, mas cabe a cada um se descobrir. O que eu sei é que é um ótimo passatempo. Como eu quase não tenho tido tempo livre, esse livro vai durar bastante tempo até estar completo e isso não me desanima, pelo contrário, só me faz lembrar que sempre que eu quiser, tenho uma página para onde escapar.

Ah, para quem quiser pintar, há livros de pintura com motivos da natureza, de mandalas e até de sexo, hehe. E então, vocês já começaram a pintar?

Beijos, Nicole Morás

Captura de Tela 2015-05-04 às 10.08.14

3 tipos de reflexo da baixa autoestima

fevereiro 10
2 Comentários

Eu amo conversar com mulheres e conhecer as histórias de vida de cada uma delas. Em cada conversa, consigo perceber sua autoestima, que se reflete nas atitudes e palavras. Esse é um assunto que tem me cercado muito nos últimos dias, por isso, decidi mostrar para vocês três tipos de mulheres que, convivendo com elas, eu percebo a baixa autoestima.

1 – Mulheres que promovem a si mesmas

Sabe aquelas mulheres que sempre estão falando do que possuem, das coisas que compram e promovem a si mesmas? Pois é, essas mulheres tem baixa autoestima e fazem isso porque, na verdade, se sentem insuficientes e a autopromoção faz elas se sentirem aceitas. Na cabeça dessa mulher, quanto mais ela provar que tem o melhor carro, a melhor casa, o marido mais romântico, a vida mais perfeita, ela se sentirá “parte” do grupo de pessoas que ela quer se relacionar. Porém, no final das contas, ela se torna uma pessoa mal vista, porque dá a impressão de “se aparecer” e ser antipática. Ela é aquela mulher que não fala de suas dores ou dos desafios da vida porque tem medo de que os outros conheçam suas fraquezas. São mulheres que aparentam estar sempre felizes quando, na verdade, não estão.

2 – Mulheres que se menosprezam

Aqui está o oposto. Essas mulheres se menosprezam, se acham insuficientes em tudo: no trabalho, nos relacionamentos, em várias areas da vida. Normalmente são ofendidas e se magoam facilmente. É preciso muito cuidado para lidar com mulheres assim, porque são sensíveis e se sentem inferiores a outras pessoas. Elas são negativas e acham que o “mundo perfeito” não é alcançável à ela.

tumblr_nhvzeiMQcj1spnyg9o1_500

3 – Mulheres que dizem “não se importar”.

São aquelas mulheres que não se preocupam com sua aparência, que não cuidam de si mesmas com a desculpa de que não se importam. Eu conheço várias assim. Elas se sentem feias, não gostam do que veem no espelho e, ao invés de mudar a situação, elas satirizam a si mesmas, disfarçando a baixa autoestima. Fazer piada de si mesma é uma das maneiras que elas encontram para disfarçar o que sentem. Quem vê de fora pensa que ela é bem resolvida com a sua vaidade, quando de fato, não é e gostaria de cuidar mais de si mesma.

girl_photography_rose_ir_flower-95ff7f80413647c52d0ce091b24ebe1e_h

Você conhece alguma mulher com essas características? Se sim, não as julgue. Elas precisam de sua ajuda, ainda que não reconheçam isso. Se tornaram assim por alguma razão e essas feridas precisam ser curadas. Elas precisam de compreensão e não de condenação. Olha para elas com os olhos de Deus.

E se você se identificou com alguma dessas características, peça a Deus que sare suas feridas internas, tente conhecer a si mesma e as razões que te levaram a ser uma pessoa assim. Mude suas atitudes, exercite o amor próprio, valorizando seus talentos e habilidades. Não esqueça que você é única e que ninguém pode fazer e ser aquilo que Deus sonhou exclusivamente para ti.

Que Deus te abençoe!

Captura-de-Tela-2014-06-18-às-14.44.34