Tag: China

5 razões porque eu AMO viajar!

novembro 16

Eu sou viciada em viajar. Volto de um destino já planejando o próximo. Meu cartão de crédito sempre tem prestação de passagem aérea. Deixo de comprar roupas, sapatos ou qualquer outra coisa para viajar. Seja perto ou longe, o destino não importa! Um dos meus lugares preferidos? Aeroportos! Uma coisa que me motiva? Fazer as malas! Hahaha

Meu marido é como eu, o que ajuda muito! Quando casamos, vendemos tudo e fomos embora do Brasil. Passamos por Colômbia, México, Canadá, China. Voltamos para o Brasil, compramos tudo novo, alugamos casa, compramos carro. Até que um dia, enlouquecemos! Vendemos tudo de novo e fomos até os EUA, começando por Miami, Orlando e Colorado. De lá, fomos de carro até o México. Saímos de -42 graus nos EUA e chegamos com 40 graus no México. Foi louco!

551500_336496889802902_2049314932_n

 

COLORADO – USA

Além dessas, fizemos ainda outras viagens e, por isso, decidi fazer este post contando 5 motivos que me fazer querer viajar sempre!

1 – Histórias para vida

Eu amo escutar histórias de vida de outras pessoas. Acho fantástico ouvir daqueles que viveram, se aventuraram.

Eu e o Tony temos muitas histórias para contar que poderia render um post aqui só disso! Já perdemos vôos de conexão e ficamos em hotel luxuoso sem pagar nada, já trabalhamos em orfanatos clandestinos no sul da China, já dormimos no chão do aeroporto de Calgary, no Canadá e fomos expulsos de lá pela polícia. Aliás, falando em polícia, vocês sabiam que eu já fui presa no México? Sim, mas essa é uma loooooonga história! Hahaha!

O fato é que cada vez que você viaja, sua vida fica mais interessante, mais emocionante e cheia de histórias para contar. Esses momentos são meu combustível para querer mais e mais.

China

CHINA

2 – Aprende novas línguas

Quando viajei pela primeira vez, sabia me virar com algumas palavras em inglês. Fiz cursinho por anos (não desmerecendo as escolas de inglês), mas cheguei lá e não entendi nada! Aprendi no dia-a-dia mesmo, na prática. Com o espanhol foi o mesmo. Hoje falo fluentemente tanto inglês, como espanhol. Isso abriu várias portas de trabalho e me fez crescer muito profissionalmente.

386426_110885125697414_203689128_n

COLÔMBIA

3 – Ter onde ficar em qualquer lugar do mundo

Eu sempre digo que o dinheiro mais mal gasto é com hotel. Odeio pagar hotel. Sempre busco um lugar pra ficar onde vamos, seja na casa de amigos ou conhecidos. Claro que o conforto não é o mesmo, mas as despesas são infinitamente menores! Minha casa está sempre aberta para receber todo mundo, as vezes gente que nem conhecemos. Acabamos nos tornando amigos e sempre tenho casa pra ficar por onde ando. O famoso site Airbnb é ótimo pra isso! Tony e eu praticamos isso há anos, abrindo nossa casa para estrangeiros e sendo recebidos na casa deles lá. Em Nova York, por exemplo, ficamos no sótão de uma igreja ucraniana, cheia de gente que não conhecíamos. Foi uma experiência louco, mas super legal! Além do mais, isso faz com que você conviva com residentes daquele lugar e aprende, de fato, sua cultura e hábitos.

10606418_615569761895612_6234479945418174184_n

NEW YORK

4 – Abre a mente para as culturas do mundo

Sempre que embarcamos para um novo destino, deixamos nossa mente aberta para cada nova cultura que vamos ver. As pessoas são completamente diferentes ao redor do mundo. Os mexicanos, por exemplo, comem feijão e carne no café da manhã e almoçam as 15h. Os chineses não tomam banho todos os dias. Os canadenses são super reservados, bem diferente de nós. E por aí vai…

Cada vez que você viaja com a mente aberta para conhecer novas culturas (e não tentando impor a sua por lá), você cresce como pessoa e entende que Deus nos fez diferentes. E essa diversidade é incrível!

381425_110909395694987_1182999269_n

MÉXICO

5 – Entendo o que é passar frio e calor

Eu sei que no Rio Grande do Sul temos as quatro estações do ano bem definidas. Mas nunca passei tanto frio como no Canadá e nunca passei tanto calor como no México. Se você pensar no dia mais frio que já viveu, lá é mais. Ou se pensar no calor mais escaldante que sentiu, lá é mais. Eu amo essa loucura de clima e como as pessoas se adaptam com eles. Os americanos e canadenses tem suas casas preparadas para isso, com tanta calefação que, mesmo no frio de -42 graus, eles fica de bermuda, por exemplo.

407659_110815739037686_472565073_n

CANADÁ

E meu próximo destino? O que Deus me levar!

Espero que tenham gostado e que eu tenha inspirado vocês a botarem a mochila nas costas e o pé na estrada! 🙂

Captura-de-Tela-2014-06-18-às-14.44.34

 

Vamos fazer mais?

junho 26

Uma das experiências mais incríveis que vivi em minha vida aconteceu em Kunming, na China, em 2011. Lá eu, meu marido e mais uma equipe de três americanos e um canadense, trabalhamos numa organização chamada Eden Ministry. Desde então, nunca mais vi a vida da mesma forma. O Eden é uma organização criada em 2003, sem fins lucrativos que tem a finalidade de tirar mulheres asiáticas da prostituição e acabar com o tráfico humano por lá. Para isso, as próprias mulheres (ex-prostitutas) fabricam bijuterias, como brincos, colares, pulseiras e até marcadores de livros. Todo o dinheiro arrecadado vai para o sustento delas mesmas, pagando aluguel, comida, ajuda hospitalar e medicinal para aquelas tem AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis e dando suporte para que o projeto continue. Fui extremamente impactada por elas!E foi por causa delas que decidi seguir essa carreira de trabalhar com moda e identidade feminina.

Captura de tela 2013-06-25 às 22.47.34

Captura de tela 2013-06-25 às 22.46.49

Ver aquelas mulheres compartilhando suas histórias de vida me fez ver o mundo de outra forma.

Trabalhamos com elas por um bom tempo, ajudando-as na fabricação dos acessórios. Fiz brinco e marcadores de páginas que tenho até hoje!! As fotos abaixo são do pequeno ateliê que elas trabalham. Dalí as peças são vendidas em várias partes do mundo, por vendedores voluntários.

DSC_0054

Captura de tela 2013-06-25 às 23.05.03

Eu sei que o Brasil é um país cheio de mulheres que passam por situações como essas e meu sonho é ter um projeto como este aqui. Enquanto busco maneiras para que isso aconteça, quero anunciar que a partir de hoje, parte do lucro dos cursos e palestras que ministro será enviado ao Eden Ministry, na ajuda dessas mulheres.

Se você também quer ajudar. clique AQUI e veja o catálogo online das peças. A compra de um brinco, um pulseira ou um colar pode fazer a diferença na vida delas. Vamos ajudar?

Um beijo,

Captura de tela 2012-12-06 às 10.42.00

Vamos juntos?

fevereiro 7

Oi, meninas! Escrevo esse post com muita expectativa no meu coração! Eu ia fazer um vídeo, mas minha semana está tão corrida, que mal consigo passar um batom! Hahaha!

Escrevo para falar sobre os rumos que o blog vai tomar no próximo mês. Eu e meu marido estamos indo para os EUA e México na próxima quarta-feira, dia 13 de fevereiro. Vamos fazer uma trip super legal, indo desde Miami, passando por Orlando, depois Colorado. Dalí, junto com um amigo americano que morou conosco na China, vamos até o México. O detalhe: tudo isso de carro! Sim, vamos atravessar os Estados Unidos e a fronteira mexicana! Uma loucura, eu sei.

Trip_USA_México2

Eu amo loucuras assim. Depois que morei na China, não tenho medo de mais nada! Hahaha!

O mais legal é que tudo será documentado em uma série de reportagens que irá ao ar pela TV Informativo, um canal de Tv gaúcho. Quem não mora em Lajeado vai poder conferir os vídeos aqui mesmo, pelo blog.

Vou ar dicas básicas para quem está planejando viajar para esses locais, como hotel, passagens, comida, etc. Mas meu foco principal será analisar o Street Style, ou seja, aquilo que as pessoas estão usando lá (que é inverno) e que, possivelmente, nós usaremos aqui, na próxima estação.

Quem tiver Instagram, me segue lá (@marisimi). Vou postar fotos super legais de tudo que rolar. Para quem não tem, toda a semana vou fazer um post com as melhores fotos.

Espero que vocês gostem e que embarquem comigo em mais essa aventura!

Beijos,

Captura de tela 2012-12-06 às 10.42.00

Você é singular

outubro 4

Era uma tarde se sábado e caminhávamos pelas ruas da gigantesca cidade de Kunming, no sul da China. Imagine 6 milhões de pessoas vivendo num lugar cheio de carros, ônibus, trânsito e confusão. Nós, como ocidentais, víamos milhares de chineses “todos com a mesma cara”, como pensava eu. Eles tinham características físicas iguais. Pele clara, baixos, cabelos lisos e olhos puxados. Pareciam vários bonecos, idênticos, caminhando pela rua.

Foi quando, finalmente, conhecemos nossos primeiros amigos chineses. Entre eles, Pure e Michel. Duas meninas que adotaram esses nomes durante nossa estada lá. Nós, realmente, não conseguíamos chamá-las por seu nome de origem.

Elas eram doces e sonhadoras, mesmo vivendo em um país comunista. Tinham uma fé inabalável em Deus. Compartilhavam daquilo que Deus lhes ensinava com tanto amor, que até esquecíamos que estávamos em um país com perseguição religiosa. Pure sonhava em morar na África e dedicar seu tempo com crianças africanas. Mas antes disso, queria conhecer o Central Park, local onde foram gravados seus filmes preferidos. Já Michel, sonhava em ter a coleção dos albúns do Michael Jackson. Ela não queria sair da China, porque acreditava que os orfãos chineses precisavam de seu amor.

Foi através delas que pude perceber que cada chinês, mesmo parecendo iguais, levavam consigo uma história. Eles não eram plural, eram singular.

Quando eu entendi que Pure e Michel tinham sonhos tão particulares, percebi que os milhões de chineses que cruzavam por mim, não era multidão, eram pessoas. Cada um era uma história, um coração machucado, um amor perdido, uma música preferida, uma alma.

Quando vemos uma multidão, vemos exatamente isso: uma multidão. Um monte de rostos. Porém, essa não é a percepção de Deus. Ele, como criador, conhece cada um de nós pelo nome. A Bíblia diz que Ele tem o teu nome escrito na palma de Suas mãos (Isaías 49:16). Você pode imaginar isso?

Você não é mais um rosto no meio da multidão, você é única. Quando Deus pensou em você, ele não viu milhares de rostos. Ele viu sua história, sua vida, seus sonhos, suas conquistas e suas lágrimas. Ele viu você. Ele viu aquela que ninguém vê, que ninguém conhece.

Lembre-se sempre disso: ninguém é igual a você. E Deus te ama assim.