Tag: Roma

Fazendo compras em Roma

dezembro 20

Meninas, para fechar meus posts sobre a viagem que eu fiz em agosto para a Europa, vamos falar sobre compras em Roma?

Agosto é o mês mais quente na capital italiana, por isso grande parte dos habitantes não está na cidade, mas sim nas praias italianas – o que é ótimo para os turistas, porque não fica aquele atrolho e o ritmo à mais tranquilo. No dia 15 de agosto, os italianos comemoram o Ferragosto, um dia em que é comemorada a Festa da Assunção de Maria. Esse feriado a sagrado e nada (n-a-d-a) abre! Nessa data também começam as férias de muitas lojas, então a dica é fazer compras antes do dia 15 de agosto. Entre o final de julho e o dia 15 de agosto há promoções por tudo, uma perdição!

download (2)

Perto do Termini há muitas lojas que vale a pena conferir, mas se você estiver sem tempo, há muitas lojas bacanas na própria estação central de Roma. Isso foi uma das coisas que eu achei mais legais na Europa: as lojas vão onde as pessoas estão, e quase não há shopping centers que as pessoas precisem ir até lá. Falando em compras, aproveitei o tempo entre um trem e outro para passar na Sephora do Termini, uma loja não muito grande, mas com ótimas opções.

 

Porém nada bate a loja da Kiko Make up Milano, ela é uma perdição! Como minha irmã é louca por esmaltes, gastei 9 euros (quase R$ 30,00) e fiz um rancho pra ela: vários esmaltes, incluindo um magnético, uma sombra e um kit de lixas de unha.

1489316_556035761158115_1161473948_n

Em muitos pontos turísticos de Roma há imigrantes (a maioria africanos) que tentam a vida na Europa vendendo réplicas de produtos de marca e alguns produtos que acreditam que sejam apenas rejeitados pelo controle de qualidade das empresas, mas que são praticamente perfeitos. Aí dá para se esbaldar na compra de bolsas Prada, Louis Vuitton e por aí vai a preços bem mais acessíveis do que nas lojas originais. Próximo ao Vaticano é um ótimo lugar para fazer essas compras.

Agora, se você quiser comprar roupas ou eletrônicos a preços mais camarada, e sem marcas famosas, indico a Tiburtina. A Tiburtina é uma região residencial de Roma, onde moram os italianos e quase não há turistas. Você pode ir do Termini à Tiburtina de metrô, parando na estação super moderna da Tiburtina. Na Via Tiburtina há muitas opções. Como era liquidação, comprei jaquetas de couro vegetal a preço de banana! Para mim, escolhi essa verde de couro amassado, olha só:

DSC_1640

Para a minha irmã, só consegui um trench coach – um pouco mais comprido, mas tão lindo quanto o meu! Cada um eu pague 19,90 euros, vocês acreditam?

DSC_1636

Na mesma via há a Trony que é ótima para eletrônicos. E para quem gosta de comprar decoração e utensílios para casa, super indico a Tiger que tem uma coisa mais linda do que a outra por preços ótimos!

Bom, se você for a Roma, espero que faça boas compras! Beijos meninas

Captura-de-tela-2013-05-28-às-20.08.25-300x157

 

Sábado no Parque, em Roma

dezembro 7

Olá, meninas, vamos terminar nossa viagem por Roma?

Como fim de semana é ótimo para ir ao parque tomar um bom chimarrão, vou falar pra vocês sobre praças e lugares lindos de Roma que são ótimos pra uma programação mais light, bem refrescante (ainda mais no calor escaldante de Roma em agosto) e junto à natureza.

Apesar de tantas ruínas e asfalto, algumas áreas de Roma são bem arborizadas. Para começar, vou falar de um lugar dedicado a um herói que os gaúchos conhecem bem: Giuseppe Garibaldi! Depois de lutar no RS, ele voltou para a Itália com a esposa Anita (lembra da história da Casa das Sete Mulheres?). Lá eles lutaram pela reunificação da Itália e foram reconhecidos como heróis mesmo! Por isso, em uma das colinas mais altas de Roma é onde estão enterrados os restos mortais deles. Vale a pena conhecer o bairro chamado Trastevere – do outro lado do rio Tibre. Dali é possível subir até a colina e apreciar uma vista panorâmica de Roma que é um espetáculo!

gianicolo

Há também bastante área verde para esticar a canga e aproveitar os sons da natureza, na região conhecida como Giaanicolo. Nesse dia ainda visitamos a Piazza Navona, linda linda, linda! E o Panteão de Roma.

Outra colina que tem uma vista linda é o Aventino. Dizem que lá ocorriam exorcismos e isso até já foi retratado em filmes, como O Ritual. Mas o que tem de legal mesmo é uma fechadura que pode-se ver por ela a Basílica de São Pedro. Na praça onde paramos pra tomar um chima havia ensaio para uma peça que seria apresentada de noite ao ar livre, baita programa! A vista panorâmica de lá também é linda, e descendo por uma ruela se chega ao Rio Tibre.

aventino

Para fechar com chave de ouro, o lugar mais arborizado de Roma: a Villa Borghese! Nos mapas da cidade é curioso ver uma parte onde há muito verde – e é lá! A Villa Borghese foi um jardim encomendado por um dos reis de Roma e há lago, muitas árvores, atrações culturais e esculturas. Sim, esculturas por toda a parte, misturando muito bem a arte da natureza à arte humana – como esse relógio d’água.

villaborghese2

Aproveitamos esse passeio para encerrar as férias descansando. Fizemos um legítimo
 e ficamos um bom tempo deitados olhando a copa das árvores.

villaborghese

De lá descemos para a Piazza del Popolo, ou Praça do Povo. Enorme e linda!

Bom, meninas, no próximo post conto sobre as compras que fiz em Roma e aí as minhas férias acabaram, hehe. Espero que vocês tenham gostado e alguma dica ajude quando vocês forem à Europa. Se quiser me escrever e saber mais alguma dica, fiquem à vontade: [email protected] Beijos
Captura-de-tela-2013-05-28-às-20.08.25-300x157

 

Vamos para Roma?

novembro 6

Há quanto tempo, meninas!

Queria ter finalizado os posts sobre minha viagem antes, mas tinha muito coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas juro que vou contar tudinho o que falta, viu?

Bom, apesar de ter passado várias vezes por Roma durante a viagem (já contei que meus cunhados moram lá né?), só exploramos a capital italiana na última semana na Europa. Tem um ditado popular que a Morcheeba cantou, que diz que Roma não foi construída em um dia – e isso é a mais pura verdade! Pode-se dizer que esta é a cidade das ruínas – o antigo e o moderno juntos!

niroma05

No primeiro dia resolvemos explorar a parte histórica mais tradicional: o Coliseu e arredores. Lá o transporte é mais simples, já que só há duas linhas de metrô. Uma terceira linha está sendo construída, mas a cada nova escavação eles encontram alguma ruína, então o processo é bem lerdo. Descemos na estação do metrô Coliseo e caminhamos para o lado oposto aos monumentos para tomar café da manhã. Lá a comida é simplesmente deliciosa e barata! Foi um baita café! Nos informamos em um ponto para turistas onde há folders em várias línguas e pegamos uma dica ótima: começar o passeio pelo Foro Romano, pois como ele é menos conhecido que o Coliseu, a fila para entrar tava bem pequenininha. E uma vez lá dentro é possível acessar o Palatino e o Coliseu com um único passe.

Para começar, o Foro Romano (ou fórum- foto acima) concentra os principais espaços públicos antigos. A sensação é mais ou menos como se sentir em um verdadeiro sítio arqueológico ou numa aula de história in loco. Tem ruínas de tantas épocas diferentes que não tem com não ficar impressionado.

niroma01

O Foro Romano fica localizado no Palatino, um das sete colinas de Roma. Do outro lado está o Circo Massimo (ou Circo Máximo): um lugar incrível onde aconteciam jogos, como se fosse uma arena, viu ali em cima? Acessando pelo Foro, ele é visto de cimo e é uma bela vista! Nesse complexo também há vários jardins e palácios utilizados por diversos reis ao longo da história de Roma.

niroma02

De lá fomos ao Coliseu, com certeza um dos pontos mais conhecidos! Dá para ver direitinho as galerias onde os animais ficavam antes dos duelos. O bom é que ali há bastante sombra para descansar um pouco, já que o sol em Roma durante o mês de agosto é infernal! Essa antiga construção tinha capacidade para mais ou menos 50 mil pessoas há mais de 1900 anos – imagina isso na época!

niroma04

Bah, esse dia foi de gastar a sola do sapato! Ainda bem que a capital italiana também é a capital das fontes: sai água limpa e geladinha a cada poucos metros – e só assim para não desidratar, porque lá é muito quente mesmo! Passamos pela praça Veneza (acima), com sua escadaria e, sem saber, seguimos em direção à Fontana di Trevi (abaixo). Claro, joguei a moeda, fiz um pedido e apreciei um dos lugares mais bonitos da cidade. Fizemos um lanche rápido e fomos caminhando um pouco mais até chegar à Piazza Spagna, que fica numa parte alta. De lá pegamos o metrô para voltar pra casa, pois já estávamos exaustos! Mas como bons gaúchos, pegamos o final da tarde em uma praça com um bom mate. Te conto mais dos outros dias em breve, tá?

niroma03

Beijos, meninas

Captura-de-tela-2013-05-28-às-20.08.25-300x157